#ResenhaDeLeitura – A Batalha do Apocalipse

Olá TaBEERneiros,

Vamos resenhar hoje sobre um livro bacana do nosso cenário nacional de livros de fantasia! Estamos falando do extraordinário “A Batalha do Apocalipse“, do carioca Eduardo Spohr.

Leitura apaixonante, que te prende do início ao fim, com enredo bem elaborado, cenários que fazem a mente viajar durante a leitura e vários personagens com participações bem conduzidas durante a história. Com certeza, durante a leitura, você se identificará com as características de algum personagem. 

As batalhas são epicamente contadas de uma forma tal, que você consegue imaginá-las como se estivesse vivenciando-as e inclusive, por vários momentos, imaginei músicas para serem usadas como trilha sonora. Fiz a leitura de muitos trechos do livro ouvindo música e foi muito bacana fazer esse casamento, imaginando tudo como um filme. E de fato, a imaginação foi bem longe.

O que o livro nos traz, é uma grande imersão histórica desde os primórdios da criação até os dias atuais. Spohr transcorre em suas narrativas o ponto de vista dos seres celestes, principalmente dos Arcanjos e alguns representantes das outras castas angélicas com relação aos eventos dos seis dias da criação até o momento atual, que é o sétimo dia, o dia do descanso de Deus, onde ao seu final, O Criador acordará e julgará anjos e humanos.

A trama se reveza entre os planos celeste e terreno e temporalmente entre os milhões de anos envolvidos entre o primeiro e o sétimo dia, que está prestes à terminar, sempre revezando as visões entre o momento atual e os eventos base no passado que trazem fundamentação para a história.

Um dos pilares da história, o Arcanjo Miguel, nutre ciúmes da raça humana e vem ao longo do tempo buscando justificativas e formas de exterminá-los, enviando grandes eventos de destruição e incentivando os mais diversos conflitos. É incrível como o autor faz links diretos com pontos abordados na bíblia e traz isso com maestria para o livro!

Ablon


Além do grupo que apoia o Arcanjo Miguel, existem outros dois. Um deles é o dos Anjos Renegados, que insatisfeitos, se revoltaram contra as forças de Miguel e foram derrotados. Miguel os enviou à Terra e proibiu seu retorno aos céus. Um dos Renegados, é o protagonista da história: Ablon, um Querubim, um anjo guerreiro! Que como todos os outros Renegados, veio se mantendo vivo ao longo da história, sobrevivendo à perseguição das forças de Miguel

Por fim, a terceira força que também fora expulsa dos céus e também caçou os Renegados impiedosamente! Se trata de Lúcifer e seu exército. Lúcifer em sua ânsia por poder, se rebelou na tentativa de derrubar seu irmão Miguel, no entanto, também foi derrotado. Ele e seu exército foram impiedosamente enviados para o inferno.

Com o passar dos anos, o crescimento dos conflitos, a constante busca da extinção humana por parte de Miguel e a aproximação do Apocalipse (o grande despertar de Deus ao final do sétimo dia), Miguel e Lúcifer começaram a fortalecer seus exércitos para a grande e inevitável batalha! E ambos enxergaram Ablon como um forte aliado. A questão é que Ablon nunca quis se juntar a nenhum dos lados e sim, defender a raça humana da extinção iminente.

Enfim, somente lendo o livro para ter a visão do significado de tudo que fora citado acima, ver e conhecer os demais personagens e cenários que vão desde as ruínas da Babilônia até as colônias celestes. O livro tem um belo glossário onde você pode entender mais sobre cada uma das castas, sobre todos os principais personagens, etc. Existem edições especiais, onde é possível encontrar ilustrações bem bacanas de cada um dos personagens.

Enfim, é um livro que vale à pena cada página lida! Em breve pretendo trazer reviews dos demais livros do autor, que também são excelentes.

Serviço:

Livro: A Batalha do Apocalipse
Editora: Verus; 67ª edição (28 junho 2010)
Autor: Eduardo Spohr
Número de páginas: 588 páginas
Gênero: Fantasia


Compre aqui:

Paulo Souza

Pai, Marido e Nerd full time. Nerdice raiz é a minha essência.