#ResenhasDeLeitura – O Guia do Mochileiro das Galáxias

Olá, TaBEERneiros Intergaláticos!

Retorno hoje com um livro que é simplesmente um ícone da cultura Nerd! O Guia do Mochileiro das Galáxias é leitura obrigatória pra todo mundo que curte ficção científica com a dose perfeita de humor que vai do non-sense ao sofisticado de forma muito equilibrada.

Arthur Dent é um humano comum (ou melhor, um terráqueo comum) que esta tendo uma péssima quinta-feira tentando proteger a sua casa que está prestes à ser destruída para a construção de um desvio. Para impedir o avanço do enorme trator amarelo que vai executar o serviço, ele se deita em frente a casa em meio a lama que cobre seu jardim e tenta argumentar com o impaciente operário. Em meio à confusão um velho amigo de Arthur chega com uma noticia devastadora! Não só a casa de dele esta para ser demolida, mas também todo o planeta Terra!!!

Ford Prefect (que para Arthur sempre fora um ator desempregado, extremamente excêntrico e ligeiramente estranho) vem de um pequeno planeta próximo a Betelgeuse e estava a 15 anos terráqueos analisando o modo de vida da Terra para aprimorar o conteúdo do fascinante Guia do Mochileiro das Galáxias. Ele havia ficado preso no tedioso planeta a espera de uma possível nave que pudesse tirá-lo daquele lugar.

E foi chegado o momento, Ford consegue escapar da destruição do planeta levando seu amigo Arthur. O problema foi que a fuga ocorreu de forma clandestina em uma nave dos Vogons, justamente os seres que destruíram a Terra. Nesta jornada de fuga coisas estranhamente perigosas aguardam no caminho dos dois amigos.

O Guia do Mochileiro das Galáxias é o primeiro livro da trilogia de cinco escrita por Douglas Adams. Diferente das outras obras de ficção científica, o livro não tenta salvar o planeta terra, ele simplesmente o destrói e nos mostra o quão insignificantes somos perante a galáxia (ou para boa parte dela). Douglas tem um dom de usar os avanços tecnológicos e loucuras abissais para fazer sátira sobre a sociedade em que vivemos. Seu humor é genial, e as tiradas sarcásticas te fazem gargalhar. Até as coisas mais sem sentido tem uma enorme critica a raça humana.

O texto flui bem e a cada vez que você lê o livro algo novo lhe é mostrado. A narrativa é intercalada entre Arthur e os personagens que aparecem durante a trama, além claro, das ótimas passagens tiradas do próprio guia para explicar ou complicar ainda mais esse confuso universo.

Além de Arthur e Ford também acompanhamos a história de Zaphod Beeblebrox (um cafajeste sem nenhuma índole de duas cabeças que virou presidente da Galáxia e segue um plano que nem ele mesmo sabe qual é), Trillian (uma terráquea formada em matemática e astro física que pegou carona com Zaphod) e Marvin (um robô depressivo e pessimista) tripulantes da inigualável nave Coração de Ouro, que se movimenta usando a improbabilidade infinita.

O livro foi lançado pela Editora Arqueiro em solo brasileiro. A arte da capa é simples, colorida, lúdica e cheia de referências ao texto que vão se tornando ainda mais significativas conforme a historia avança. O livro ainda possui textos de rodapé, que tentam explicar (ou apenas complicam ainda mais) o universo criado por Douglas com o mesmo humor usado pelo autor.

Preparem-se para descobrir junto com nossos queridos personagens a resposta para a Vida, o Universo e tudo mais. A viagem pode ser longa, mas enquanto você souber onde está a sua toalha você ficará bem. E, o mais importante, não importa o que aconteça: 

NÃO ENTRE EM PÂNICO!!!

Compre o livro aqui:

Paulo Souza

Pai, Marido e Nerd full time. Nerdice raiz é a minha essência.