Game XP: Valeu a pena?

Olá, jovens Padawans!

Taí uma pergunta que ainda estou me fazendo desde o último dia 07 de setembro, dia em que visitamos o evento no Parque Olímpico.

 

 

É sem dúvidas o maior festival de games que o Rio de Janeiro já viu, isso sem dúvidas! Várias foram as novidades e a diversidade de jogos para todos os gostos. No entanto, ainda há muito o que melhorar, a se tem!

Então, você deve se perguntar: Eita, deve ter sido terrível! Bom, isso depende do ponto de vista, assim como só posso falar por um dos dias do evento.

 

Uma das inúmeras e longas filas do evento

 

Pois bem, o primeiro ponto referente a alimentação, prefiro pular já que falar sobre alimentação nesses grandes eventos, é chover no molhado, já que normalmente os preços são elevados e as acomodações não são suficientes para a quantidade de público. Sem contar que em caso de sede, só comprando as bebidas oferecidas no evento, já que particularmente não vi nenhum bebedouro.

O segundo ponto que me chamou muito a atenção foi a quantidade de lixeiras e banheiros disponíveis no evento. Eram poucos e mal distribuídos levando em consideração a quantidade de gente que estava no evento, principalmente dentro das Arenas ou como no meu caso, “na Arena”, já que só pude visitar uma. O que me leva para o terceiro ponto, as filas!

 

 

Como se não bastassem os pontos acima, ainda haviam as filas! Cada uma delas maior que a outra. Pode estar me achando exagerado, mas o que acha de ficar de duas a três horas em uma fila para jogar de 4 a 8 min? Sim, esse era o tempo médio de espera e de curtir os jogos, respectivamente.

Só para terem uma noção, só para entrar na Gameplay Arena, levei mais de uma hora. Para o labirinto simulador de Pacman, a fila encerrou às 17 horas. As famílias, como no meu caso, se dividiram em mais de uma fila para garantir que seus pequenos pudessem curtir pelo menos alguns minutos nos jogos que desse para curtir. Por isso eu disse logo acima que só fui a uma das Arenas, porque gastamos tanto tempo nela que não deu pra visitar as outras, tão pouco para curtir todo o visual externo e suas atrações, já que também tinham filas imensas.

 

 

Pra não dizer que vim aqui apenas para falar mal do evento, houveram alguns pontos positivos, no meu caso poucos, mas que valeram a pena. Os poucos jogos que o pequeno João pôde curtir renderam uma bela diversão para ele, mesmo que num tempo tão curto, ele pôde ter a experiência de imersão com o óculos de realidade virtual em um dos estandes da Sony e curtir o lançamento Super Vilões DC.

Para mim, apesar dos perrengues, foi excelente ver que ele se divertiu, ver as novidades, como a apresentação das novidades de For Honor e também conseguir o autógrafo e uma foto com Ryan Schneider, CBO da Insomniac. Schneider esteve no evento para apresentar o grande lançamento de seu estúdio, o novo jogo do Homem Aranha.

 

 

O evento pode melhorar? Deve! As atrações foram excelentes, mas me pergunto se o nível não teria sido outro se fosse realizado por exemplo, em um espaço como o do Rio Centro, onde os corredores seriam mais largos proporcionando uma melhor circulação das pessoas. A impressão que tive na Gameplay Arena era de um espaço que não dava para comportar a quantidade de público e estandes que lá estavam. Outro ponto a melhorar é a quantidade de gente da equipe do evento, creio que a organização não esperava tanta gente.

 

 

E você, qual a impressão que teve do evento? Fale conosco, aqui nós não vamos moderar os comentários negativos como estão fazendo na página do evento nas redes sociais.

Um grande abraço e que a força esteja com vocês!

Deixe uma resposta

seis + doze =

Top